Jesus ama as crianças

Jesus ama as crianças

quinta-feira, 6 de abril de 2017

Tipos de Mentira

Salmos 120.2 “SENHOR, livra-me dos lábios mentirosos, da língua enganadora”.


-Introdução: Por mais dura que seja a verdade, sempre será o melhor. Por mais bela que pareça uma mentira, um dia será revelada de forma triste e decepcionante.
Jesus disse que o diabo é “mentiroso e pai da mentira” (João 8.44) e que como filhos de Deus não podemos mentir, mas andar no caminho da verdade, que é Cristo (João 14.6). Então devemos lutar contra todo tipo de mentira que se disfarça para no convencer.
As melhores formas de detectar uma mentira são o tempo, que revela todas as coisas (I Coríntios 5.4) e também a Palavra de Deus, que traz a luz toda a verdade (Efésios 5.9).

Quais são os tipos de mentiras?
Vamos aprender sobre cinco tipos de mentiras:


1- ENGANO:
II Coríntios 11.3 “Mas receio que, assim como a serpente enganou a Eva com a sua astúcia, assim também seja corrompida a vossa mente e se aparte da simplicidade e pureza devidas a Cristo”.
O engano é uma forma de mentira que traz o dolo de mentir propositalmente (Provérbios 12.5). Seria como ‘fazer de bobo’ a pessoa para lhe trapacear. Infelizmente existem pessoas que sentem prazer nisso (Provérbios 26.24). Contudo, não devemos participar de enganações nem de brincadeira (Provérbios 26.18,19).
Um forte exemplo de engano citado na Bíblia é a chamada “balança enganosa” (Provérbios 11.1; 20.23), que era uma forma de fazer com que o peso de um produto pareça mais do que realmente é, o que consiste em desonestidade.
O próprio coração pode ser enganado por si mesmo, pois “Enganoso é o coração, mais do que todas as coisas, e desesperadamente corrupto; quem o conhecerá?” (Jeremias 17.9). Nos últimos tempos“muitos enganadores têm saído pelo mundo a fora” (II João 1.7), pois o engano é uma especialidade do anticristo e seu sistema (Daniel 8.25). O próprio Satanás usa disfarces para enganar as pessoas (II Coríntios 11.14).
Não aceite engano em sua vida!

2- SOFISMA:
II Coríntios 10.4 “Porque as armas da nossa milícia não são carnais, e sim poderosas em Deus, para destruir fortalezas, anulando nós sofismas”.
O sofisma é uma mentira tão bem contada, que parece até uma verdade. No tempo clássico dos filósofos gregos, havia uma corrente filosófica chamada de sofistas, que eram oradores inteligentes contratados para dissertar a respeito de qualquer assunto, dependendo de quem lhes pagasse mais. Estes filósofos sofistas usavam a arte do convencimento para argumentar sobre as causas que eram patrocinados1.
Um exemplo de sofismas nos dias atuais são as estratégias de marketing, como o ‘papai Noel’ e o ‘coelhinho da páscoa’, que embora todo mundo sabe que não existem, mesmo assim são usados por todos.
Como cristãos, precisamos buscar ter a “mente de Cristo” (II Coríntios 2.16) e “transformai-vos pela renovação da vossa mente” (Romanos 12.2). O apóstolo Paulo sabia refutar a filosofia, alertou claramente para ter “cuidado que ninguém vos venha a enredar com sua filosofia e vãs sutilezas”(Colossenses 2.8). Por isso Paulo deixou bem claro que os sofismas devem ser anulados em nossas vidas desde que fomos libertos pela verdade de Cristo (João 8.32).
Não acredite em sofismas!

3- FALSIDADE:
Salmos 12.2 “Falam com falsidade uns aos outros, falam com lábios bajuladores e coração fingido”.
A falsidade ou fingimento é uma das mentiras que mais ferem as pessoas, pois os mentirosos usam como máscaras e conseguem enganar as pessoas (Provérbios 12.20). Como os Gibeonitas que enganaram o povo de Deus, quando “usaram de estratagema, e foram, e se fingiram embaixadores, e levaram sacos velhos sobre os seus jumentos e odres de vinho, velhos, rotos e consertados” (Josué 9.4).
Nos tempos atuais quase tudo pode ser pirateado ou falsificado. As pessoas estão se acostumando com coisas falsas, o que demonstra uma inversão dos valores (Levíticos 19.11).
Na vida cristã é preciso aprender a “falai a verdade em amor” (Efésios 4.15), pois não é devemos ofender ninguém, mas também não podemos ser falsos, e sim “desvia de ti a falsidade da boca e afasta de ti a perversidade dos lábios” (Provérbios 4.24). A sabedoria que vem de Deus não tem fingimento (Tiago 3.17). O Senhor não se agrada de nenhum tipo de fraude que é falsidade (Salmos 5.6 e 101.7).
Evite todo tipo de fingimento ou falsidade!

4- ILUSÃO:
II Timóteo 4.4 “e se recusarão a dar ouvidos à verdade, entregando-se às fábulas”.
As ilusões, fantasias ou fábulas são tipos de mentiras que se tornam cada vez mais populares. Filmes de ficção cientifica, que todos sabem não ser verdade atraem as pessoas. Quanto mais mentirosa e absurda for uma história, mais tem popularidade. Parece que a realidade da vida está tão difícil, que as pessoas preferem o que é surreal como entretenimento.
A Palavra de Deus nos diz para não deixar que nossos olhos sejam levados por fantasias (Salmos 73.7). Mágicas e outros tipos de espetáculos que são baseados em coisas ilusórias também são formas de mentir ou enganar as pessoas (Atos 8.9,11).
As fábulas são histórias onde seres irracionais se tornam personagens principais e coisas inanimadas ganham vida, portanto se baseiam em mentiras, que não são dignas de ser divulgadas, “mas rejeita as fábulas profanas e de velhas caducas. Exercita-te, pessoalmente, na piedade” (I Timóteo 4.7). Várias vezes o apóstolo Paulo fala sobre tomar cuidado e não perder tempo com fábulas (I Timóteo .14 e Tito 1.14).
Não perca tempo com fábulas e ilusões!

5- OMISSÃO:
Marcos 4.22 “Pois nada está oculto, senão para ser manifesto; e nada se faz escondido, senão para ser revelado”.
A omissão acontece quando a pessoa não conta a verdade, portanto é uma forma de engano, falsidade e ilusão, o que não pode ter outro nome senão ‘mentira’. As atitudes omissas são mais mentirosas do que muitas palavras, “portanto, aquele que sabe que deve fazer o bem e não o faz nisso está pecando” (Tiago 4.17). Omitir a verdade é o mesmo que mentir em silêncio.
Desde o início a humanidade aprendeu a se omitir, quando aconteceu o primeiro pecado, a reação do homem e da mulher foram se esconder de Deus (Gênesis 3.8). Foi neste momento que o ser humano começou a trilhar o caminho do pecado sendo iludido pelas mentiras do diabo.
Jesus repreendeu os fariseus, que viviam de aparência religiosa sendo detalhistas, mas omitiam a verdade (Lucas 11.42). Muitas pessoas vivem enganados pela religiosidade e “porque o que eles fazem em oculto, o só referir é vergonha” (Efésios 5.12).
Quem pensa que pode omitir algo de errado para sempre está enganando a si mesmo. Deus sabe tudo o que acontece conosco e não se agrada quando pensamos que podemos omitir algo de alguém, mas nunca conseguiremos omitir nada de Deus (Isaías 29.15).
Quanto antes a verdade aparece é melhor, pois “o que encobre as suas transgressões jamais prosperará; mas o que as confessa e deixa alcançará misericórdia” (Provérbios 28.13). Por isso o cristão confessa seus pecados a Deus buscando sua misericórdia e busca viver na verdade (I João 1.7-9 e 4.20).
Não omita a verdade!

Não aceite nenhum tipo de mentiras em sua vida!

-CONCLUSÃO:
Mateus 5.37 “Seja, porém, a tua palavra: sim, sim; não, não. O que disto passar vem do maligno”.
A mentira é algo que aborrece profundamente a Deus (Provérbios 12.22). Por isso a Palavra de Deus deixa claro que “todos os mentirosos, a parte que lhes cabe será no lago que arde com fogo e enxofre”(Apocalipse 21.8). Então devemos voltar para a verdade e combater todo tipo de mentira com a verdade da Palavra de Deus (João 17.17).
Ninguém gosta de ser enganado. Precisamos fazer a oração do salmista (Salmos 120.2), pedindo a proteção para nossas vidas e também para não cometermos este tipo de erro. Deus é a verdade e não aceita nenhum tipo de mentira (Romanos 3.4).



Seja verdadeiro em tudo!

fonte: http://www.esbocosermao.com

0 comentários:

Postar um comentário

"Este blogue respeita todos os seus leitores... sua presença é fundamental para o sucesso deste blog".
Agradeço pelo seu comentário!"