Jesus ama as crianças

Jesus ama as crianças

terça-feira, 20 de janeiro de 2015

Conhecendo e Educando crianças de um ano



A Educação feita por faixa etária específica produz sempre mais resultados. Uma criança de 12 meses entra numa fase de mudanças. Seu potencial de aprendizado parece ilimitado, sua curiosidade cresce e seu nível de energia parece não diminuir.





O alimento da criança de 12 meses é trocado por refeição à mesa; treino de comer com colher; os sons de balbucio mudam para a fala; troca o engatinhar por andar; passa de passos titubeantes para passos confiantes; começa um nível de independência. Vem o desafio de “eu faço sozinho”. A palavra “não” se tornará sua resposta preferida; está sempre em movimento; não é facilmente controlada, mas precisa ser.



A criança de um ano tem a necessidade de testar os limites, entende as regras e sua curiosidade precisa ser refreada.

É muito importante saber que seu filho é diferente de todas as outras crianças porque cada criança está sendo criada sob um conjunto de influências variáveis em cada lar. As diferenças entre as famílias não permitem receitas prontas. Exemplo: mãe que trabalha em casa, mãe que trabalha fora, outra gravidez, tempo dedicado aos filhos. Mas existem padrões de crescimento similares. O crescimento se refere ao processo biológico da criança enquanto que o aprendizado se refere ao processo mental.

Cada fase do desenvolvimento depende do cumprimento bem sucedido da fase anterior. A criança que anda, fala e explora exige tempo, energia e paciência. Nesta idade o aprendizado significa mudanças resultantes da interação com o ambiente.

Permitir o progresso de uma criança de modo ordenado em seu novo mundo amplia o aprendizado saudável. O aprendizado é um processo progressivo. Se não houver rotina no dia da criança que permita tempo de aprendizado estruturado, então seu dia será repleto de distração. Devemos combinar informação e compreensão. Essa é a chave para a educação da criança de um ano. Como se faz isso? Criando uma rotina para essa fase de transição, mudança.

1- Atividades básicas:

- hora da comida;
– hora do período desperto (que vai aumentando; precisando de supervisão e orientação amorosa; onde apresentamos objetos concretos para análise e observação da criança);
– hora do cochilo;

Os pais devem perseverar na educação para obter resultados. Não retroceda para não causar retrocessos comportamentais nesta fase. Persevere nos princípios.

Um dos maiores presentes que os pais podem dar a seus filhos é a beleza de uma demonstração contínua do amor um pelo outro. Isto traz confiança e segurança para a criança.
A base da atividade de uma criança de um ano é brincar e explorar seu universo em expansão, ainda mais quando começa a andar. Mas não podemos nos esquecer das três atividades do dia: refeição, período desperto, cochilos. Neste caso a mãe tem plena autoridade e não pode retroceder, apesar dos protestos da criança. Por quê? Porque a criança aprende mais quando está bem alimentada e descansada. Para um desenvolvimento máximo a criança precisa de seus cochilos. É durante um sono saudável que o cérebro de seu filho cresce e se desenvolve. Maus hábitos de sono afetam negativamente os neurotransmissores que estimulam o crescimento. Cuide do sono de seu filho.

Outro passo importante para os pais é dar importância para “Os limites”. Os limites dão um senso de segurança às crianças. Isaías 8:10: As crianças aprendem preceito após preceito e linha após linha. As crianças progridem de um nível de compreensão para outro nível, quando sua mente e seu espírito estão prontos para juntar e absorver o novo conhecimento que recebem. É um processo; todo o aprendizado é progressivo. Ambientes restritivos demais tendem a impedir que a criança atinja seu potencial de aprendizado, mas no outro extremo, liberdade demais cria confusão no processo de aprendizado. Toda criança precisa de limites para um bom desenvolvimento.

O que pode ser usado como limite?
– um cercadinho com brinquedos; uma cadeira alta para comer; berço da criança; um cobertor no chão;

Treine em sua casa como se estivesse na casa do vizinho.

Os pais devem treinar a criança para:

1 – Habilidades para a vida;
2 – Saúde e segurança;
3 – Questões do coração – comportamento.

No lar é a hora de reforçar comportamentos e corrigir comportamentos. As crianças precisam sair aos poucos do “eu mesmo” para entender que as outras pessoas e suas propriedades tem igual importância. Este é o mundo que a criança vai viver para o resto de sua vida.

A disciplina saudável deve ser sempre consistente. A ordem facilita o crescimento saudável ao contrário da liberdade excessiva que leva à confusão.

Correção verbal – firme e calma; Isolamento- troca de lugar; Consequências lógicas.
Conhecimento- Alguns pais acham que podem enfiar conhecimento no cérebro da criança em desenvolvimento. Não devemos dar ênfase no acúmulo de conhecimento e sim desenvolver uma estrutura saudável para o aprendizado. Devemos ajudar a estimular a formação de um sistema de conhecimento eficiente. A curiosidade de uma criança não pode ser podada, mas sim orientada.

Qualquer atividade que atraia a atenção, o interesse ou a imaginação da criança é uma espécie de fertilizante do cérebro. O cérebro trabalha ativamente, cresce e se organiza.

O aprendizado não pode ser passivo e sim interativo. Exemplos: A televisão apresenta o lado passivo. Ler para as crianças apresenta o lado interativo. Vantagens: cria um ambiente físico de toque, proximidade, atenção dada, segurança, autocontrole, concentração, hábito de sentar quieto, imaginação estimulada, interesses desenvolvidos, componente moral, virtudes.

No mundo do cérebro em desenvolvimento o real é melhor do que mil gravuras quando se trata de formação e organização do cérebro. O coelho se move, cheira com seus bigodes em movimento, mastiga uma folha verde e pula em sua gaiola. Quando a criança acaricia o coelho, os sentidos são estimulados, visão, audição, olfato e tato, sensação de calor e amor associada com a fofura do coelhinho. Da mesma forma com o cachorrinho.

A criança que anda, fala e toca estabelece uma ligação melhor do que aquela que fica sentada, imóvel. Uma criança exploradora que se movimenta aprende mais rápido do que aquela que fica na televisão.

A interação humana é necessária porque fornece o contexto emocional adequado para o aprendizado.

Saúde emocional – Se seu filho estiver alegre, fique alegre; se estiver empolgado, fique empolgado. Se seu filho estiver com raiva, contra reaja com palavras gentis para desestimular a raiva.

Atividades de aprendizado:

- a coordenação entre mãos e olhos é muito importante para o desenvolvimento das crianças. E você pode ajudar brincando com elas e com blocos, aros, brinquedos de encaixe e com potes e tampas. Essas atividades estimulam o pensamento lógico por meio do processo de construção e semelhança.

Outra maneira de ajudar é falando muito com seu nenê. A relação íntima entre vocabulário e pensamento é uma das maiores influências no poder de raciocínio. Leia para seu filho e estimule suas habilidades de memória por meio de jogos. Se utilize da música: clássica, instrumental, calma para fazer uma conexão da mente com o coração de seu filho.



Cuidado – vídeos em demasia antes do segundo ano de vida tendem a atrasar o desenvolvimento da fala.

Estimule seu filho a dar “tchau” e a bater palmas.

A atividade de brincar ajuda a promover um ótimo aprendizado por causa da repetição, habilidades motoras e coordenação entre olhos e mãos. Que tipo de brinquedos?

1 – Seguro
2 – A imaginação é uma ferramenta da mente
3 – Blocos
4 – Tecidos coloridos
5 – Tecidos com várias texturas
6 – Bolas coloridas
7 – Potes de plástico
8 – Caixa de papelão, onde possa entrar.
9 – Os brinquedos devem estar de acordo com a faixa etária
10 – Cuidado com os modismos
11 – Brinquedos que a criança pode manipular
12 – Brinquedos que não estampem medo

Tenha estrutura e rotina para seu filho:

1 – Tempo de brincadeira estruturada sozinho
2 – Tempo com membros da família
3 – Hora de brincadeira livre

O que traz a brincadeira estruturada?

1 – Habilidade de concentração mental
2 – Duração de atenção mantida
3 – Criatividade
4 – Habilidade de se auto-entreter.
5 – Habilidade de ser organizado






fonte: https://ensinoinfantilnumclique.wordpress.com




0 comentários:

Postar um comentário

"Este blogue respeita todos os seus leitores... sua presença é fundamental para o sucesso deste blog".
Agradeço pelo seu comentário!"