Jesus ama as crianças

Jesus ama as crianças

quarta-feira, 20 de fevereiro de 2013

Educando crianças autoconfiantes

Como posso ajudar meu filho a se sentir mais seguro e ganhar autoconfiança?

A tarefa de criar e educar está presente em todas as ações que realizamos cotidianamente com nossos filhos.
Dependendo da forma como os criamos, alimentamos, reagimos diante de seus pedidos ou nos dirigimos a eles, transmitimos nossa maneira de pensar e também uma mensagem de carinho.

Desde bebês, eles observam o que fazemos e tentam nos imitar. Nada escapa ao seu olhar, e por isso é importante transmitir a eles mensagens claras e coerentes, para que possam conhecer o mundo com segurança e independência.
Ver um filho crescer seguro, independente e confiante é uma das maiores conquistas que os pais podem almejar.
Como uma criança aprende a confiar em si mesma?
A autoconfiança se desenvolve quando os adultos estimulam a capacidade da criança, valorizando suas conquistas, enfatizando que seus erros e dificuldades fazem parte do crescimento, e portanto, não obscurecem o orgulho e o amor dos pais.

O objetivo principal consiste em ensiná-las que podem tomar suas próprias decisões, e portanto, que podem cometer erros – e também repará-los, modificar um comportamento e tentar realizar mais uma vez o que não fizeram corretamente.

Se o olhar dos pais for crítico demais, antecipando os movimentos da criança e enfatizando sua incapacidade de resolver algum problema sozinha e com rapidez, impedirão que a autoconfiança se manifeste e se desenvolva.

Além disso, se os pais resolverem todos os problemas da criança, ela se tornará vulnerável e duvidará de sua capacidade de fazer as coisas.


Veja abaixo alguns recursos para favorecer e aumentar a autoconfiança de seu filho.- Dê espaço para que se expresse como desejar.

- Permite que resolva situações problemáticas à sua maneira.

- Acompanhe-o e esteja sempre atento a seus pedidos, se necessário.

- Sugira atividades e desafios que estejam ao alcance de suas possibilidades.

- Não se adiante às suas necessidades.

- Não resolva seus problemas. Dedique o tempo e o espaço necessários para que aprenda a usar suas próprias habilidades e recursos.

- Confie em sua capacidade.

- Não o compare com outras crianças. Cada criança é única.

- Defina limites claros e respeite esses limites para que compreenda o que pode e o que não pode fazer.

- Ajude-o a assumir o controle sobre o próprio aprendizado.

- Revalorize a importância da palavra como um meio de comunicação entre pais e filhos. Falar, informar, ensinar, explicar e ordenar são importantes, mas a palavra também deve se tornar um meio através do qual a criança pode se expressar e comunicar suas dúvidas.

A criança confia totalmente em sua percepção do mundo. E para que esse mundo não a assuste e se torne um espaço de prazer e aprendizado, é importante que os pais sejam claros, coerentes, precisos e respeitosos. O objetivo é acompanhar seu desenvolvimento independentemente da rapidez com que progride e dos resultados obtidos.


Algumas reflexões
- Ganhar autoconfiaça é um processo. Não acontece de um dia para o outro e não é um comportamento espontâneo, mas resultado de um trabalho em família - ou seja, é algo que se aprende.

- Destine tempo e espaço para que seu filho realize tarefas em casa, de acordo com a idade. Isso fará com que se sinta importante e necessário.

- Expresse sua alegria quando ele colabora e resolve problemas. Isso fará com que se sinta orgulho e capaz, aumentando sua autoestima.

- Delegue à criança algumas tarefas simples, como buscar alguma coisa ou se vestir sozinha. Essas ações aumentam a autonomia, e seu filho descobrirá que pode executar tarefas sem depender tanto dos pais.

- Incentive situações compartilhadas, como colocar a mesa, ajudar a estender a roupa, lavar a louça, etc. Isso fará com que se sinta participando da vida em família, sentindo-se útil e responsável.

- Reserve tempo e espaço para permitir que ele faça coisas que não conseguiu realizar antes. No começo, talvez seu filho demore para conseguir, mas vale a pena esperar.

- As crianças desenvolvem a autoconfiança ao sentir que seus pais, as pessoas que mais amam, pensam que eles "são capazes de fazer as coisas sozinhas".
A atitude dos pais permitirá que a criança supere os obstáculos da vida e do aprendizado, saindo fortalecida depois de cada experiência.

O amor incondicional dos pais nos primeiros anos de vida da criança é o combustível que alimenta sua autoconfiança para que possa crescer cada vez mais independente e feliz.

Lic. Alejandra Libenson
Psicóloga e Psicopedagoga
Especialista em Educação, Criança e Infância
Autora do livro "Criando hijos, Creando personas"

fonte:http://discoverykidsbrasil.uol.com.br


0 comentários:

Postar um comentário

"Este blogue respeita todos os seus leitores... sua presença é fundamental para o sucesso deste blog".
Agradeço pelo seu comentário!"